Plantio Direto: entenda os principais pontos da técnica que ajuda milhares de agricultores no Brasil

Plantio direto é o sistema de cultivo caracterizado pelo preparo e revolvimento mínimo do solo. Ao contrário do sistema convencional, em que há necessidade de aração e gradagem, com intenso revolvimento do solo, no sistema de plantio direto, simplificadamente, ocorre apenas a abertura de sulcos de semeadura sobre a palhada restante da cultura anterior.

O manejo do solo continua sendo uma das dificuldades para os agricultores de hoje em dia. Buscando alternativas para acabar com o desertificação do solo, o plantio direto atua desde 1970 no Brasil.

Buscando sempre os melhores resultados, o agricultor, além de dever ficar atento com as tecnologias no campo e a agricultura de precisão, deve conhecer as principais técnicas praticadas atualmente.

Se você quer entender os principais conceitos dessa técnica e saber como aplicá-la em sua produção, esse post é para você!

O que vamos ver nesse post:

  • O que é Plantio Direto
  • Como implementar o Plantio Direto
  • Vantagens do Plantio Direto
  • Desvantagens do Plantio Direto

O que é Plantio Direto?

Plantio direto é o sistema de cultivo caracterizado pelo preparo e revolvimento mínimo do solo. Ao contrário do sistema convencional, em que há necessidade de aração e gradagem, com intenso revolvimento do solo, no sistema de plantio direto, simplificadamente, ocorre apenas a abertura de sulcos de semeadura sobre a palhada restante da cultura anterior.

plantio direto

Como implementar o Plantio Direto

De forma simples, o processo consiste nas seguintes etapas:

Descompactação do solo

No sistema convencional, com o uso constante de maquinário pesado, a compactação de solo é inevitável.

Por isso, é fundamental a utilização de subsoladores e escarificadores para solucionar este problema.

Adubação e correção de acidez

Após implementado, o sistema de plantio direto impossibilita a incorporação de adubo e calcário para correção de deficiência nutricional e acidez nas camadas mais profundas.

Assim, é recomendável realizar análise do solo de até 20 centímetros de profundidade para corrigir eventuais desequilíbrios que possam existir.

Rotação de culturas

Como o sistema de plantio direto se baseia no plantio sobre a palhada, é importante o produtor definir as culturas a serem implantadas no verão e inverno.

Esta decisão é influenciada, principalmente, pelo clima da região de cultivo e fatores econômicos, mas sempre buscando intercalar o plantio de gramíneas com leguminosas.

As culturas podem ser utilizadas para cobertura do solo (preservação do solo e adubação verde), pastagens (em sistemas de integração) ou grandes culturas.

plantio-direto

Vantagens do Plantio Direto

Controle de erosão

A erodibilidade do solo está totalmente relacionada à energia cinética da água e sua ação sobre o solo.

Além das estratégias de cultivo em nível e terraceamento, o plantio direto também é uma importante ferramenta no controle erosivo por reduzir a força de enxurradas.

O salpicamento dos solos também é evitado pelo plantio direto. Esse salpicamento é o impacto da gota da chuva diretamente sobre a superfície.

Aumento do teor de matéria orgânica

Segundo estudos realizados no Rio Grande do Sul, após 7 anos de implementação, o sistema de plantio direto proporcionou um incremento de teor de matéria orgânica quando comparado ao sistema convencional:

  • até 108% na camada superficial de 0-2,5 centímetros de profundidade
  • até 52% na faixa de 0-10 centímetros de profundidade

A redução da variação de temperatura do solo em decorrência da presença de cobertura proporciona uma taxa de decomposição de matéria orgânica menor que no sistema de preparo convencional, onde o gradiente térmico é superior.

Com maiores teores de matéria orgânica, a CTC do solo também aumenta, tornando o solo mais fértil.

Manutenção da estrutura física do solo

Para o sucesso de uma lavoura e para o correto desenvolvimento das raízes, algumas condições devem estar adequadas, como:

  • porosidade
  • aeração
  • permeabilidade do solo

A compactação do solo é um fator que afeta consideravelmente os fatores citados anteriormente.

Como no plantio direto ocorre uma redução do uso de maquinários para o preparo pré-plantio, torna-se mais fácil manter a estrutura do solo adequada para o cultivo.

plantio-direto

Controle de plantas daninhas

Uma das maiores vantagens do plantio direto está na redução da emergência de plantas invasoras e, conseqüentemente, menor interferência no início do desenvolvimento da cultura comercial.

Pelo fato de não haver “inversão de leivas” no solo, já que não se usa arado no plantio direto, o banco de sementes não é exposto às condições de emergência (luz, umidade e temperatura) ideais, além de propiciar um menor contato solo/semente.

A presença da palhada também é um fator importante, visto que ela se torna uma barreira física para a entrada de luz na superfície do solo, reduzindo a emergência de invasoras.

plantio-direto

Desvantagens do Plantio Direto

Plantadeiras e semeadeiras adaptadas

Para que haja uma semeadura bem feita no plantio direto, as plantadeiras e semeadeiras devem possuir discos ou hastes sulcadoras para cortar a palha e permitir a deposição da semente em profundidades adequadas.

É importante destacar que a escolha de maquinário com hastes ou discos variam com a característica do solo.

Em geral, segundo pesquisas da ESALQ/USP, recomenda-se utilizar a hastes em solos mais argilosos e adensados superficialmente e discos em solos mais arenosos.

Esse tipo de haste também permitirá o trabalho do maquinário em velocidades maiores e não destruirão tanto a palhada.

Perigo em geadas

Da mesma forma que a atividade biológica do solo se beneficia com a implementação do plantio direto, por manter uma baixa variação da temperatura, os danos às plantas são maiores nesse sistema em relação ao plantio convencional no caso de ocorrência de geadas.

Assim, é importante o produtor realizar o plantio respeitando o zoneamento agrícola e a escolha de cultivares com resistência ao frio, principalmente nas regiões com maior risco.

Efeito sobre pragas

Além do manejo sobre as plantas daninhas, o plantio direto também influencia o controle de pragas e doenças.

Algumas lagartas desfolhadoras, como a lagarta-da-soja, a falsa-medideira e a lagarta militar se escondem na palhada nos horários mais quentes, dificultando a ação dos inseticidas para o seu controle.

O tratamento de sementes é crucial para o controle de pragas no início do desenvolvimento das plantas, assim como a pulverização em horários com temperaturas mais amenas.

Plantio Direto: entenda os principais pontos da técnica que ajuda milhares de agricultores no Brasil

Plantio direto é o sistema de cultivo caracterizado pelo preparo e revolvimento mínimo do solo. Ao contrário do sistema convencional, em que há necessidade de aração e gradagem, com intenso revolvimento do solo, no sistema de plantio direto, simplificadamente, ocorre apenas a abertura de sulcos de semeadura sobre a palhada restante da cultura anterior.

O manejo do solo continua sendo uma das dificuldades para os agricultores de hoje em dia. Buscando alternativas para acabar com o desertificação do solo, o plantio direto atua desde 1970 no Brasil.

Buscando sempre os melhores resultados, o agricultor, além de dever ficar atento com as tecnologias no campo e a agricultura de precisão, deve conhecer as principais técnicas praticadas atualmente.

Se você quer entender os principais conceitos dessa técnica e saber como aplicá-la em sua produção, esse post é para você!

O que vamos ver nesse post:

  • O que é Plantio Direto
  • Como implementar o Plantio Direto
  • Vantagens do Plantio Direto
  • Desvantagens do Plantio Direto

O que é Plantio Direto?

Plantio direto é o sistema de cultivo caracterizado pelo preparo e revolvimento mínimo do solo. Ao contrário do sistema convencional, em que há necessidade de aração e gradagem, com intenso revolvimento do solo, no sistema de plantio direto, simplificadamente, ocorre apenas a abertura de sulcos de semeadura sobre a palhada restante da cultura anterior.

plantio direto

Como implementar o Plantio Direto

De forma simples, o processo consiste nas seguintes etapas:

Descompactação do solo

No sistema convencional, com o uso constante de maquinário pesado, a compactação de solo é inevitável.

Por isso, é fundamental a utilização de subsoladores e escarificadores para solucionar este problema.

Adubação e correção de acidez

Após implementado, o sistema de plantio direto impossibilita a incorporação de adubo e calcário para correção de deficiência nutricional e acidez nas camadas mais profundas.

Assim, é recomendável realizar análise do solo de até 20 centímetros de profundidade para corrigir eventuais desequilíbrios que possam existir.

Rotação de culturas

Como o sistema de plantio direto se baseia no plantio sobre a palhada, é importante o produtor definir as culturas a serem implantadas no verão e inverno.

Esta decisão é influenciada, principalmente, pelo clima da região de cultivo e fatores econômicos, mas sempre buscando intercalar o plantio de gramíneas com leguminosas.

As culturas podem ser utilizadas para cobertura do solo (preservação do solo e adubação verde), pastagens (em sistemas de integração) ou grandes culturas.

plantio-direto

Vantagens do Plantio Direto

Controle de erosão

A erodibilidade do solo está totalmente relacionada à energia cinética da água e sua ação sobre o solo.

Além das estratégias de cultivo em nível e terraceamento, o plantio direto também é uma importante ferramenta no controle erosivo por reduzir a força de enxurradas.

O salpicamento dos solos também é evitado pelo plantio direto. Esse salpicamento é o impacto da gota da chuva diretamente sobre a superfície.

Aumento do teor de matéria orgânica

Segundo estudos realizados no Rio Grande do Sul, após 7 anos de implementação, o sistema de plantio direto proporcionou um incremento de teor de matéria orgânica quando comparado ao sistema convencional:

  • até 108% na camada superficial de 0-2,5 centímetros de profundidade
  • até 52% na faixa de 0-10 centímetros de profundidade

A redução da variação de temperatura do solo em decorrência da presença de cobertura proporciona uma taxa de decomposição de matéria orgânica menor que no sistema de preparo convencional, onde o gradiente térmico é superior.

Com maiores teores de matéria orgânica, a CTC do solo também aumenta, tornando o solo mais fértil.

Manutenção da estrutura física do solo

Para o sucesso de uma lavoura e para o correto desenvolvimento das raízes, algumas condições devem estar adequadas, como:

  • porosidade
  • aeração
  • permeabilidade do solo

A compactação do solo é um fator que afeta consideravelmente os fatores citados anteriormente.

Como no plantio direto ocorre uma redução do uso de maquinários para o preparo pré-plantio, torna-se mais fácil manter a estrutura do solo adequada para o cultivo.

plantio-direto

Controle de plantas daninhas

Uma das maiores vantagens do plantio direto está na redução da emergência de plantas invasoras e, conseqüentemente, menor interferência no início do desenvolvimento da cultura comercial.

Pelo fato de não haver “inversão de leivas” no solo, já que não se usa arado no plantio direto, o banco de sementes não é exposto às condições de emergência (luz, umidade e temperatura) ideais, além de propiciar um menor contato solo/semente.

A presença da palhada também é um fator importante, visto que ela se torna uma barreira física para a entrada de luz na superfície do solo, reduzindo a emergência de invasoras.

plantio-direto

Desvantagens do Plantio Direto

Plantadeiras e semeadeiras adaptadas

Para que haja uma semeadura bem feita no plantio direto, as plantadeiras e semeadeiras devem possuir discos ou hastes sulcadoras para cortar a palha e permitir a deposição da semente em profundidades adequadas.

É importante destacar que a escolha de maquinário com hastes ou discos variam com a característica do solo.

Em geral, segundo pesquisas da ESALQ/USP, recomenda-se utilizar a hastes em solos mais argilosos e adensados superficialmente e discos em solos mais arenosos.

Esse tipo de haste também permitirá o trabalho do maquinário em velocidades maiores e não destruirão tanto a palhada.

Perigo em geadas

Da mesma forma que a atividade biológica do solo se beneficia com a implementação do plantio direto, por manter uma baixa variação da temperatura, os danos às plantas são maiores nesse sistema em relação ao plantio convencional no caso de ocorrência de geadas.

Assim, é importante o produtor realizar o plantio respeitando o zoneamento agrícola e a escolha de cultivares com resistência ao frio, principalmente nas regiões com maior risco.

Efeito sobre pragas

Além do manejo sobre as plantas daninhas, o plantio direto também influencia o controle de pragas e doenças.

Algumas lagartas desfolhadoras, como a lagarta-da-soja, a falsa-medideira e a lagarta militar se escondem na palhada nos horários mais quentes, dificultando a ação dos inseticidas para o seu controle.

O tratamento de sementes é crucial para o controle de pragas no início do desenvolvimento das plantas, assim como a pulverização em horários com temperaturas mais amenas.

Descubra quais capins ensilar e suas vantagens nutricionais
8 tecnologias que mudaram as atividades no campo
Descubra como produzir silagem de milho com qualidade
MAIS PUBLICAÇÕES
2018-07-29T22:36:25+00:00 0 Comments

About the Author:

Engenheiro agrônomo e mestre em manejo de culturas pela UFPR

Leave A Comment